De acordo com um levantamento realizado pelo Procon, divulgado em 2014, um em cada três brasileiros já foi vítima de um golpe virtual nos últimos cinco anos. Este dado e o fato de muitos donos de lojas virtuais serem inexperientes, deixando de investir na segurança do seu site, contribuem para que o Brasil permaneça no ranking dos 5 maiores em fraudes com cartões.

Proteger sua loja virtual é muito importante para garantir a segurança das suas informações estratégicas e para proteção dos dados de seus clientes. Este tipo de preocupação também reflete positivamente, gerando confiança e credibilidade para os clientes.

Se você está pensando em abrir uma loja virtual ou se já possui uma e deseja saber como conquistar estes benefícios, saiba que investir em segurança também ajudará no alcance de resultados melhores. Para saber por onde deve começar, confira nossas 5 dicas abaixo.

 

1.Selecione a plataforma certa

Fuja de plataformas pouco conhecidas no mercado. Optar por uma plataforma renomada ajudará na garantia da segurança, tendo em vista que ela já foi testada e conta com atributos de segurança valiosos. Há opções pagas ou open source, por isto, não será difícil encontrar opções que se adaptem às suas necessidades e orçamento.

2.Atenção no armazenamento de dados

É importante proteger as informações de seus clientes. Para ajudar, armazene apenas informações parciais suficientes para confirmação de identidade dos seus compradores, como: sobrenomes e últimos números do CPF ou cartão de crédito. Também prefira usar o sistema de criptografia. Para saber como, solicite uma consultoria agora!

Também restrinja o acesso aos dados completos de seus clientes e da gestão do seu negócio, limitando até mesmo o acesso de seus funcionários. Sempre exija a autenticação de clientes através de senhas fortes, especialmente na hora da compra e monitore seu site periodicamente para blinda-lo contra ações de hackers.

3. Configure alertas de segurança

Faça com que o sistema sempre te alerte em casos de atividades suspeitas, programando critérios de segurança que ativem a comunicação preventiva contra fraudes.

4. Selecione uma hospedagem confiável

A seleção do prestador de serviços de hospedagem precisa ser feita com muito cuidado. Um sistema de qualidade permite o acompanhamento preventivo frequente contra malware, vírus e demais softwares prejudiciais.

Fuja de servidores de hospedagem coletiva e prefira opções que ofereçam um plano de recuperação de desastres, pois este tipo de sistema garante um sistema de backup de dados emergencial.

5. Invista em serviços de gerenciamento de fraudes

Atualmente há diversas opções de empresas especializadas na identificação de fraudes. Elas utilizam serviços tecnológicos como o Device Fingerprinting. Ele atua na identificação de máquinas (endereços de IP’s) e executa outras ações que evitam fraudes através do conhecimento profundo sobre o comportamento de compras do consumidor.

Se você precisa reformular seu site, sua loja virtual e não sabe por onde começar ou até mesmo nem como aplicar na prática dicas como estas, Fale conosco! Nossa empresa está disposta a te ajudar a capacitar seu site e a desenvolver os melhores resultados possíveis. Você aprenderá a investir na segurança da sua loja e também.

Fique Atualizado
Coloque o e-mail abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
Nós respeitamos sua privacidade. Não enviamos spam.